Assembleia Geral realizada de forma eletrônica nesta quarta-feira, 16 de setembro, escolheu os três docentes que integrarão a Comissão Eleitoral para acompanhar e fiscalizar as Eleições/2020 para a Diretoria e para o CR (Conselho de Representantes) da ADunicamp, que ocorrerão nos próximos dias 6 e 7 outubro, também de modo eletrônico. São eles, os professores Eliete Maria Silva (FENF), José Roberto Zan (IA) e José Dari Krein (IE).

Cada uma das chapas inscritas para concorrer terá direito de apontar mais um/a docente para integrar a Comissão. O prazo para a inscrições de chapas, bem como para inscrições de candidatos(as) ao CR, encerra-se em 22 de setembro. Para realizar as inscrições de chapas ou de candidatos(as) ao CR, é necessário enviar os nomes para o e-mail: rose@adunicamp.org.br

CALENDÁRIO DAS ELEIÇÕES

  • Divulgação do edital de convocação de abertura do processo eleitoral – 02 de setembro (quarta)
  • Eleição da Comissão Eleitoral em Assembleia de Docentes – 16 de setembro (quarta)
  • Prazo de inscrição de chapas Período de – 02 de setembro a 22 de setembro
  • Data limite de filiação para ser candidato/a – 06 de abril de 2020
  • Data limite de filiação para ser eleitor/a – 06 de julho de 2020
  • Data para divulgação dos locais de votação e da lista de votantes – 23 de setembro (quarta) (pode ser até dia 25)
  • Data para publicar as chapas inscritas – 23 de setembro (quarta)
  • Data para apresentação de impugnação de candidaturas – 28 de setembro (segunda)
  • Data para Comissão Eleitoral decidir sobre impugnações – 29 de setembro (terça) (pode ser até dia 30)
  • Eleições – 06 e 07 de outubro (terça e quarta)
  • Apuração – 08 de outubro às 10 horas (quinta)
  • Posse da diretoria e CR eleitos – 30 de outubro (sexta)

 

 9º CONAD EXTRAORDINÁRIO DO ANDES-SN

A assembleia também escolheu o professor Paulo César Centoducatte (IC) como delegado para representar a ADunicamp no 8º CONAD Extraordinário do ANDES-SN e os professores Edson Joaquim dos Santos (Cotuca) e José Vitório Zago (IMECC) para acompanhar o encontro na condição de observador. O CONAD Extraordinário ocorrerá nos dias 28 a 30 de setembro e terá como tema “A vida acima dos lucros: Em defesa das instituições de ensino, dos serviços públicos e da autonomia sindical!”.

CONTRA O PL 529

O professor Centoducatte fez um relato, durante a assembleia, das participações e ações da ADunicamp dentro do movimento #NãoaoPL529, integrado por entidades de servidores estaduais e da sociedade civil organizada que constituíram a Frente Paulista em Defesa do Serviço Público.

Além de quebrar a Autonomia Universitária e comprometer duramente as Universidades Públicas Paulistas, o PL 529 propõe a extinção de 10 empresas públicas que prestam serviços de alta relevância para a população do Estado.

O PL foi encaminhado em regime de urgência à Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) pelo governador João Doria (PSDB) e poderá ter um desfecho decisivo na última semana de setembro.

O regime de urgência prevê o prazo de 45 dias para a votação do projeto, após passar por três comissões legislativas. Ocorre que nenhuma das comissões se reuniu ainda e sequer definiu o relator. Caso as comissões deixem de fazer seus relatórios, o presidente da Alesp, deputado Cauê Macris, que integra a base de apoio de Doria, pode colocar o projeto para votação em plenário, assim que acabar o prazo, na última semana deste mês de setembro.

“As comissões podem propor alterações grandes no projeto de lei original. Já as emendas de plenário têm poderes muito limitados para mudar o projeto. E o deputado Cauê manobra claramente para que os relatórios não saiam e o projeto seja colocado para votação em plenário na sua forma original”, apontou o professor.

AÇÕES FÍSICAS E VIRTUAIS

Diante desse cenário, a ADunicamp tem trabalhado intensamente, ao lado das outras entidades, para dialogar com segmentos mais amplos da sociedade e pressionar os deputados a não votarem o projeto. “A última semana deste mês será decisiva. Portanto, todos devemos integrar esse movimento de pressão”, conclamou o professor.

A partir desta quinta-feira, 17 de setembro, a ADunicamp espalhará outdoors em pontos estratégicos no Centro e em bairros de Campinas, incluindo um em Barão Geraldo, com o objetivo de esclarecer a população sobre os impactos do PL e convidar o maior número de pessoas a participar da pressão sobre os deputados. Nos próximos dias também serão feitas outras intervenções urbanas, com carro de som e faixas.

Além de manifestações presenciais na Alesp, uma série de ações virtuais também estão em curso, como o envio de correspondência eletrônica aos deputados e o twitaço realizado todas as quartas-feiras, das 14h às 16h, com a rechtag #NãoaoPL529.

A ADunicamp também apoiou e participou de uma manifestação virtual em frente à Alesp, da qual qualquer pessoa pode participar, acessando aqui 

Quem acessar o link pode se colocar virtualmente no local do ato. No campo “slogan”, a pessoa pode escrever uma frase de protesto, que ficará associada ao avatar dela durante o ato.