A ADunicamp realizará no próximo dia 25 de março, quarta-feira, a partir das 09 horas, uma ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA para deliberação sobre a filiação dos/as Pesquisadores/as à entidade. Haverá uma urna onde deverão ser depositados os votos dos/as associados/as presentes. Só poderão votar docentes já filiados/as.

“Nós (pesquisadores/as e ADunicamp) temos uma luta comum, que é a Universidade Pública. Não importa se a carreira é de pesquisador ou de docente, a gente tem essa confluência. Nós acreditamos que essa associação da carreira PQ à ADunicamp reforce uma série de frentes que nós temos que lutar, combater e defender”, afirma Ana Carolina de Moura Delfim Maciel (vídeo), Coordenadora da Coordenadoria dos Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa (COCEN – Unicamp).

Ana Maciel, em vídeo, reafirma o conteúdo da carta enviada à ADunicamp ainda em 2019 (confira aqui), a qual dizia que, em caso de representatividade por parte da ADunicamp, os/as pesquisadores/as poderão se unir aos docentes “em prol das universidades públicas, gratuitas e de qualidade e de tantas outras pautas tão urgentes no momento político atual, como a defesa dos investimentos em ciência e a não hierarquização das distintas faces que compõem o desenvolvimento científico”.

Vale lembrar que a decisão de incorporar ao quadro de associados à entidade implica em alteração do Regimento da ADunicamp. A Diretoria consultou o Andes-SN sobre o tema e foi dado sinal verde para que seja feita a alteração. E, caso a votação pela mudança estatutária ser for, ela deverá ainda ser referendada por maioria simples, em consulta a ser realizada nos dias 12 e 13 de maio, mesma data das eleições para a nova Diretoria e Conselho de Representantes da ADunicamp (2020-22), bem como da nova Diretoria do Andes-SN (2020-22).