Caras e caros colegas!

Este período de pandemia e de quarentena tem sido bastante difícil para toda a humanidade, em todo o mundo. A Covid-19 se espalha de maneira extremamente veloz por meio de um vírus desconhecido e mortal. A doença faz com que sejamos obrigados a rever a forma de organização de nossas sociedades e as prioridades de nossas vidas.

Neste novo momento, fica evidente o quão perniciosa tem sido a hegemonia neoliberal pelo mundo, que fragilizou os sistemas públicos de saúde, impôs formas extremamente precárias e desreguladas de trabalho, flexibilizou direitos trabalhistas e previdenciários, perseguiu sindicatos, desorganizou a sociedade civil, desmontou estruturas de assistência social, enfim, que tornou menor o Estado e agora deixou a sociedade à mercê da morte e da doença.

Defender o fortalecimento do Sistema Único de Saúde, defender as universidades públicas e o reforço à sua capacidade de formar quadros profissionais e de realizar pesquisa e extensão de serviços às comunidades, defender a ciência e a tomada de decisões políticas com fundamentos científicos: isso é o que a ADunicamp tem feito ao longo de seus mais de 40 anos de história e nunca antes isso foi tão urgente.

Nossa Seção Sindical se viu desafiada a agir à altura da gravidade desta crise. Por meio de proposta da Diretoria e por decisão unânime do Conselho de Representantes, reservamos parte substancial de nosso patrimônio – amealhado ao longo destas quatro décadas de existência de nosso sindicato – para o financiamento de ações de combate ao coronavírus, ao apoio às/aos profissionais de saúde e de solidariedade às comunidades mais fragilizadas com os impactos econômicos da quarentena.

Nas últimas semanas, pudemos colaborar com a área de saúde da Unicamp, especialmente com o Hospital de Clínicas (HC), na compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) destinados às/aos profissionais da saúde que estão na linha de frente da contenção do vírus e do tratamento das pessoas que estão adoecidas.

Disponibilizamos recursos financeiros à Força Tarefa da Unicamp contra a Covid-19, com foco na produção local de testes para que possamos ser mais eficazes no isolamento das pessoas que forem contagiadas pelo vírus e evitar ao máximo sua propagação.

Atendemos pedido do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira para a aquisição urgente de EPIs, materiais de higiene e cuidado e instrumental para a manutenção de cobertura vacinal para pessoas em situação de rua.

Por meio de doações a entidades assistenciais e a movimentos sociais, viabilizamos a entrega de cerca de 1.000 cestas básicas à população mais vulnerável da cidade de Campinas. Tivemos o apoio da ONG Minha Campinas e da Rede Abraço para a realização desta ação. Divulgamos em nosso site um conjunto de entidades e iniciativas sérias de solidariedade e estimulamos as doações de nossas/os associadas/os.

Fomos uma das entidades propositoras da Frente pela Vida, uma articulação de sindicatos e de movimentos sociais de Campinas e região que tem se mobilizado na arrecadação de alimentos e produtos de higiene e limpeza e também na busca por produzir, adquirir e distribuir máscaras e EPIs.

Também não esquecemos de nosso papel na tentativa de informar bem nossa comunidade e a sociedade em geral a respeito da pandemia e seus desdobramentos. Realizamos até esta semana seis debates transmitidos por nossa página no Facebook (acesse aqui para ver os vídeos), com grande audiência. Somando todas as visualizações (Facebook e youtube), até agora, os vídeos ultrapassaram a marca de 20 mil.

Por fim, estamos iniciando uma ação direta para incentivar o uso de máscaras por nossas/os associadas/os e, simbolicamente, para que toda a população adquira este hábito ao sair de casa, neste momento em que nos aproximamos do pico da pandemia em Campinas. A ADunicamp irá entregar um par de máscaras laváveis para cada associada/o em sua própria residência. Para isso, basta que seja enviado um email a nossa secretária Rose Coutinho (rose@adunicamp.org.br) com o assunto “máscara covid”, declarando o interesse em recebê-las e o endereço de entrega.

Temos convicção de que estas ações representam o que as/os docentes da Unicamp desejam que façamos neste momento.

Desejamos que permaneçam bem em suas residências. Permanecemos em defesa da Universidade Pública, da Saúde Pública, dos direitos trabalhistas e da legitimidade da atividade sindical. Sabemos que as dificuldades ganharão volume nas próximas semanas e ainda mais após este momento mais crítico de disseminação do vírus e da doença. Precisamos sair fortalecidas/os deste momento para podermos enfrentar o que está por vir.

Forte abraço,

A Diretoria da ADunicamp