Moção de apoio

Nós, representantes do Conselho de Representantes da ADUnicamp, reunidos em conselho, no dia 15 de julho de 2020 (15/07/2020), vimos a público manifestar a nossa solidariedade à greve dos entregadores de aplicativos, ocorrida no dia primeiro de julho de 2020, por entendemos que estes trabalhadores estão sujeitos a condições de trabalho desumanas e restringidos em seus direitos trabalhistas. Ademais, pronunciamo-nos pelo fim da “uberização do trabalho”.

———————————————————————————————————————————-

Moção de repúdio

Nós, representantes do Conselho de Representantes da ADUnicamp, reunidos em conselho, no dia 15 de julho de 2020 (15/07/2020), vimos a público manifestar nosso repúdio ao “teto dos gastos” imposto pelo programa “Ponte para o Futuro”, aprovado e implementado pelo governo Temer e aprofundado pelo governo Bolsonaro. Tal medida já provocou o sucateamento das áreas da saúde, saneamento, educação, ciência e tecnologia, fiscalização de incêndios e desmatamento da Amazônia, das instâncias de defesa das populações indígenas e da infraestrutura do Estado de um modo geral. Tudo isto antes da Covid-19. Se o teto já tinha potencial deletério antes da pandemia, com a chegada da mesma tornou-se criminoso e genocida. Manifestamo-nos a favor do fim do teto dos gastos para que os recursos da União cheguem a estados e municípios e permita uma melhora urgente da, hoje, precária infraestrutura de enfrentamento da pandemia, evitando, assim, a perda de milhares de vidas humanas.

———————————————————————————————————————————-

Moção de repúdio

Nós, representantes do Conselho de Representantes da ADUnicamp, reunidos em conselho, no dia 15 de julho de 2020 (15/07/2020), vimos a público manifestar nosso repúdio à política governamental (de Estado Mínimo) e à ineficiência do Ministério a Saúde, que delegaram a maioria das responsabilidades da luta contra a pandemia aos estados e municípios que não têm recursos suficientes. Considerando que é sabido, pelas leis do mercado, que comprando em grande volume obtém-se melhores preços, manifestamo-nos a favor da centralização das compras necessárias para o enfrentamento da pandemia, com o objetivo de evitar preços abusivos e melhor fiscalizar os casos de corrupção.