A diretoria da ADunicamp comunica, com grande pesar, o falecimento do professor doutor Kil Jin Park, aposentado pela Feagri (Faculdade de Engenharia Agrícola).

O professor morreu aos 69 anos, neste domingo 22, de causas não divulgadas, e deixou cinco netos, quatro filhos e a esposa, também professora, Margareth Brandini Park. Seu corpo foi cremado, na segunda-feira, 23, no Crematório Municipal de Campinas.

Kil foi um dos fundadores da ADunicamp, à qual se manteve associado e atuante desde então.

Nascido em Seul, na Coreia do Sul, o professor Kil Jin Park estava na Unicamp desde 1977, quando iniciou seus trabalhos de pesquisa de mestrado na Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Ao se aposentar, continuou a fazer parte do quadro de docentes da Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri).

LONGA TRAJETÓRIA
Kil Jin Park teve uma longa trajetória profissional: trabalhou na diretoria da Fundação de Desenvolvimento Estratégico Regional (FDER), integrou o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e exerceu diversos cargos na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Devido à sua atuação de destaque nas áreas de pesquisa e desenvolvimento na Unicamp e na Embrapa, recebeu diversos prêmios como o Mérito Científico, no XVI Congresso Interno de Iniciação Científica da Unicamp e o Prêmio Samuel Benchimol — Categoria Econômica/Tecnológica, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, ambos em 2008.

Em maio de 2010, Kil Jin Park recebeu o título de Cidadão Campineiro. No pedido para a concessão do título, aprovado por unanimidade pelos vereadores, o vereador Paulo Oya, justificou a comenda lembrando “a grande contribuição” do professor “ao Município e ao País”.