No último dia 5 faleceu o professor Ademir de Marco, associado da ADunicamp e docente da Faculdade de Educação Fisica (FEF). A ADunicamp se solidariza com amigos e familiares e, em homenagem ao professor, pública o texto escrito por colegas da Área de Educação Física e Humanidades:

“Obrigado pela força e carinho, este apoio me tranquiliza e me anima para a batalha. Grande abraço”. (ADEMIR DE MARCO, 2/6/2020). Estas foram as últimas palavras escritas numa lista de membros da área Educação Física e Sociedade pelo nosso colega Ademir de Marco, em agradecimento as mensagens que enviamos desejando-lhe que se saísse bem em mais um momento de sua luta contra o câncer que o acometia.

Como sempre Ademir estava positivo e escrevia nos dizendo que logo estaria de volta para o trabalho. Mas o seu caminho não era mais este. Ademir partiu no dia 5/6/2020. A morte não é o problema. Depois de morto o corpo, o sujeito permanece vivo por seus atos feitos em vida. A vida é o problema. Ademir, parceiro e guerreiro, debatedor prazeroso do futebol e das coisas do mundo, nos ensinou a  enfrentar o problema chamado vida. Fez isso vivendo! Vivendo com alegria e entusiasmo, coragem e força de vontade de viver a vida. Que esse sujeito animado, mantenha sua ânima em nós! A vida segue sem o corpo Ademir; Mas prossegue com a presença imortal, enquanto eu vivo, desse sujeito fantástico!

Ele encarnado se colocou até o último instante disponível para o trabalho acadêmico, para as brincadeiras que sempre existiam entre nós e nos brindou com seu conhecido otimismo, mesmo talvez sabendo que atravessava um momento difícil.

Trabalhou por mais de 30 anos na Unicamp. Iniciou na Unicamp em 1983 e na Faculdade de Educação Física em 1987. Muitos alunos, ex alunos, colegas e funcionários da FEF foram as redes sociais o homenagear. Também muitos colegas da Educação Física brasileira e de fora do Brasil, escreveram dando um último adeus.

Ademir de Marco contribui para construir uma educação física brasileira que fosse atenta aos primeiros anos da vida humana, atuou como docente na pós-graduação, graduação e tinha um forte veio extensionista.

Contribuiu mobilizando estudantes e professores para desenvolver projetos junto ao PRODECAD Unicamp e criou vários outros projetos que davam conta de relacionar pesquisa, ensino e extensão: dentre os quais o Farra nas Férias, o Corrindo estavam entre suas iniciativas. Foi chefe de departamento, coordenador de pós-graduação.

Estava sempre envolvido nas lutas políticas docentes e, presente em assembleias e manifestações até quando sua saúde o permitiu. Era assíduo no restaurante de nossa Adunicamp onde almoçava com colegas ou muitas vezes sozinho batendo papo com os funcionários. Deixará saudades.

Salve Ademir !!