Hora de pressionar mais e mais!

Na semana que passou, o governo Doria não conseguiu colocar em votação o projeto de lei (PL 529), que traz várias medidas de ataque aos serviços públicos e ao funcionalismo paulista. Por obstrução ou falta de quórum, as seguidas sessões extraordinárias não conseguiram emplacar a votação desejada pelo presidente da Assembleia Legislativa (Alesp), deputado Cauê Macris, que se desdobrou em manobras, mas em vão.

A partir de hoje, 5/10, certamente os governistas voltarão à carga. A composição política entre os que estão contra o projeto é eclética, indo da esquerda até a direita, com a maioria dos deputados do PSL, por exemplo, mantendo-se em oposição a Doria por conta do momento eleitoral. É hora de redobrar a pressão sobre todos os parlamentares.

Manter a pressão

Vamos seguir na luta para derrotar o projeto que confisca dinheiro das universidades e da Fapesp, fecha 10 órgãos públicos relevantes, privatiza 13 parques, entrega grandes áreas à iniciativa privada, aumenta as alíquotas do Iamspe, aumenta alíquotas do ICMS de remédios e itens de consumo popular, entre outras maldades. Um verdadeiro projeto de desmonte dos serviços públicos paulistas!
As entidades que compõem o Fórum das Seis, em sintonia com a Frente Paulista em Defesa do Serviço Público, reunida na manhã desta segunda, 5/10, indicam:

  • Mande e-mails ou mensagens das redes sociais dos deputados pedindo que obstruam/votem NÃO.
  • Tuitaço hoje e amanhã, 5 e 6/10, a partir de 14h. Use a hashtag #NãoAoPL529.
  • Entre nas transmissões das sessões da Alesp e manifeste-se nos chats.
  • Entre no site do Manif.App e proteste virtualmente.
    No campo “slogan”, você pode escrever uma frase de protesto, que ficará associada ao seu avatar. Divulgue o site amplamente e peça para seus contatos fazerem o mesmo.
    Acesse pelo link https://manif.app/?lat=-23.579337422759643&long=-46.660459041595466&zoom=17&lang=pt,
  • Compartilhe os cards da campanha contra o PL 529 nas suas redes.

Acesse aqui o boletim em PDF.