A ADunicamp (Associação de Docentes da Unicamp) manifesta profundo pesar e reafirma sua solidariedade aos moradores do Acampamento Marielle Vive!, em Valinhos, que foram vítimas de uma violência bárbara na manhã desta quinta-feira, 18, e que resultou na morte de Luiz Ferreira, de 72 anos, ferimentos em outros quatro moradores e em um cinegrafista que acompanhava a manifestação. Outros moradores sofreram ferimentos leves e não foram levados a unidades de saúde.

Cerca de 400 moradores faziam uma manifestação, na Estrada dos Jequitibás, que dá acesso ao acampamento organizado pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), quando um motorista acelerou sua caminhonete e avançou em alta velocidade sobre os manifestantes.

A manifestação tinha como objetivo uma questão humana básica: fornecimento de água por parte da Prefeitura de Valinhos, para as mais de mil famílias que vivem no acampamento. Os manifestantes ocuparam a estrada e distribuíam panfletos aos motoristas e passantes informando a situação do acampamento quando foram atropelados.

A ADunicamp pede às autoridades a identificação e punição do assassino e a apuração do atentado.

A Diretoria