Samboré Trio nos leva à uma viagem atemporal; da agulha para os instrumentos, da vitrola para os palcos

A proposta é revisitar o repertório e sonoridade, com requinte e fidelidade aos arranjos originais dos históricos trios, verdadeiros pilares da música instrumental brasileira

Elogiado por sua pesquisa que resultou no livro “Guia Prático do Piano Brasileiro – Ernesto Nazareth”, o pianista e professor Léo Ferrarini (Jazz Combo do Conservatório de Tatuí), capitania o Samboré Trio, com o show “Samba-Jazz e Seus Trios”. Com este repertório, os músicos remetem o público à experiência de ouvir um legítimo Trio de Samba-Jazz da década de 60 e 70, interpretando arranjos originais transcritos, “os mesmos que foram gravados pelos trios nos discos”. O Samboré Trio é formado por Léo Ferrarini (piano), Felipe Depoli (contrabaixo acústico) e Everton Barba Rodrigues (bateria).

Juntos compartilham uma amizade musical de longa data e agora formam o Samboré Trio tocando em vários palcos como Bragança Jazz Festival, programa de entrevistas do Atelier de La Musique e outros.

O Show Samba-Jazz e Seus Trios, é fruto da pesquisa e levantamento de centenas de fonogramas de quase trinta trios, a grande maioria da segunda metade da década de 60, no eixo Rio – São Paulo, formação essa que surgiu na década de 30 (Estados Unidos), época em que as big bands dominavam, porém, os músicos se sentiam presos ao que estava na partitura, com os trios buscaram mais liberdade, principalmente nos bares, depois dos shows, caindo no gosto do público. Afirma Ferrarini:

“O jeito de tocar é diferente da música instrumental contemporânea. É tudo muito elaborado e requer outra abordagem para se colocar no som”

Conheça o Samboré Trio:

Teaser
Sinopse e Repertório
Ao Vivo e Entrevista
Livro
Currículo dos integrantes
Clipping

SERVIÇO
21/Agosto/2019
20H00 às 22H00
Auditório da ADunicamp
Entrada franca