Data: 04 de junho, terça-feira
Horário: 11h45 em primeira chamada, 12h15 em segunda chamada
Local: Auditório da ADunicamp

PAUTA
1 – DATA-BASE 2019: avaliação e deliberação do indicativo de greve por tempo indeterminado, a partir de 06 de junho, proposto pelo Fórum das Seis
2 – Eleição do/da delegado/a da ADunicamp para 64º Conad do ANDES-SN, que será realizado entre os dias 11 e 14 de julho, na cidade de Brasilia/DF, e indicação de observadores/as.

***

DATA-BASE
No dia 27 de maio aconteceu a terceira reunião de negociação entre o CRUESP e o Fórum das Seis. De maneira intransigente, os reitores reafirmaram a proposta de 2,2% de reajuste na Data-Base 2019, índice que não repõe nem a inflação dos últimos 12 meses (4,7% pelo Dieese). Pior, a Unesp mantém a quebra de isonomia e repete o mesmo zero “concedido” em 2016.

Os representantes do Fórum entregaram aos reitores exemplares da cartilha – elaborada pela ADunicamp – com dados que mostram a viabilidade das nossas reivindicações salariais. A previsão de arrecadação do ICMS da Secretaria da Fazenda para 2019, de 108,2 bilhões, por exemplo, é expressivamente superior à previsão utilizada pelos técnicos do Cruesp (de R$ 107 bi) e que, por sinal, é usada para justificar o reajuste de 2,2%. O documento mostra que, mesmo com um reajuste de 8% na Unicamp e na USP, e de 11,24% na Unesp, o comprometimento médio com folha em 2019 seria de, respectivamente, 89,82%, 86,70% e 89,31%.

Negando a postura intransigente do CRUESP, o reitor da Unicamp e presidente Conselho, Marcelo Knobel, reafirmou a impossibilidade de ir além na proposta de reajuste salarial.

Diante da situação, o Fórum das Seis deliberou pelo indicativo de greve por tempo indeterminado, com início em 6/6.

Em tempo: a reitoria da Unicamp marcou reunião extraordinária do Conselho Universitário para a mesma terça, dia 4, às 8h30 – antes, portanto, de nossa Assembleia – para aprovar a proposta do CRUESP.

CONAD
A cidade de Brasília (DF) receberá o 64º Conad do ANDES-SN de 11 a 14 de julho de 2019. O evento terá como tema “Em defesa da educação pública, dos direitos sociais e das liberdades democráticas”. A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb – Seção Sindical do ANDES-SN) sediará o evento.

Na ocasião, os docentes atualizarão os planos de lutas gerais e dos setores do ANDES-SN, aprovados durante o 38º Congresso do Sindicato. Outra tarefa será a de debater e deliberar sobre as contas da entidade. Os recentes ataques à Educação Pública, como o corte no orçamento nas instituições federais de ensino públicas e o teor do projeto “Escola Sem Partido” estarão na pauta das discussões. Os ataques à autonomia e liberdade acadêmica na educação superior também serão debatidos.

Em 2015, a capital federal sediou o 34º Congresso do ANDES-SN e o 7º Conad Extraordinário. Antes disso, Brasília recebeu dois congressos, em 1995 e em 2008, e ainda três Conads nos anos de 2000, 2001 e 2004 (fonte: ANDES-SN).

SUBSÍDIOS

Boletim do Fórum das Seis de 27 de maio
Saiba tudo sobre a Data-Base 2019 aqui