O Fórum das Seis, que congrega as entidades sindicais e estudantis da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual de São Paulo (USP) e do Centro Paula Souza (Ceeteps), reunido nesta data, manifesta sua preocupação com a profunda crise a que está sendo submetida a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).
É igualmente incompreensível e inaceitável que o Governo do Estado, ao mesmo tempo em que se propõe a ser um dos patrocinadores de eventos internacionais do porte da Copa do Mundo e das Olimpíadas, patrocina um ataque que supera precedentes à UERJ, instituição educacional reconhecidamente importante para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão no Estado e no país.
Servidores – docentes e funcionários técnico-administrativos – e estudantes em greve apresentam uma Pauta Unificada, cujas pretensões podem ser assim sintetizadas: defesa da Universidade pública, respeito a servidores e estudantes e aos serviços públicos, reajuste emergencial, regularização do pagamento de salários e bolsas, tratamento digno aos trabalhadores terceirizados, entre outras justas reivindicações, encontram absoluta intransigência do Poder Público estadual.
Assim sendo, o Fórum das Seis vem a público exortar o Governo do Estado do Rio de Janeiro a abrir imediatamente negociações efetivas com as entidades representativas de docentes, funcionários técnico-administrativos e estudantes – ASDUERJ, SINTUPERJ e DCE-UERJ –, com real disposição de solucionar a crise, cuja responsabilidade só pode ser atribuída ao descaso de sucessivos governos.

São Paulo/SP, 09 de maio de 2016
Fórum das Seis

 
Governador do Estado do Rio de Janeiro
Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação
Reitoria e Conselho Universitário da UERJ
ASDUERJ / SINTUPERJ / DCE da UERJ