A Associação de Docentes da Unicamp – ADunicamp/Seção Sindical manifesta seu total apoio à greve dos professores da rede estadual de ensino de São Paulo, iniciada em 16/3/2015. Lutam por melhores salários; melhores condições de trabalho; melhores condições de infraestrutura nas escolas e melhorias das condições de ensino-aprendizagem para os estudantes, como bibliotecas, laboratórios, espaços multiuso, salas-ambiente, laboratórios de informática; mais participação de professores, pais e estudantes na vida da escola; conselhos de escola democráticos, atuantes e participativo.
A greve coloca os professores estaduais em oposição ativa à política de destruição da educação pública do governo estadual que fechou 3.390 salas de aula; superlotou classes com até 60 alunos no ensino regular e 90 no ensino de jovens e adultos; cortou verbas das escolas (faltam materiais e até papel higiênico); mantém os baixos salários dos professores e péssimas condições de trabalho nas escolas (um professor PEB I recebe R$ 10,43 por hora-aula e PEB II R$ 12,08).
A ADunicamp exorta o governo do estado a abrir negociações efetivas com a categoria no lugar de lançar mão de políticas antissindicais e ilegais, como a contratação de substitutos para ocupar o lugar dos grevistas, ao mesmo tempo em que tenta ganhar a opinião pública com o apoio da grande imprensa.
A Diretoria